Projecto Ser Palanca

Fundação Arte e Cultura lança Ser Palanca

  •   Projecto apela à valores e virtudes imprescindíveis do quotidiano
  •    
     o projecto liga Angola a um contexto global que funde cultura, arte e valorização da biodiversidade.
  • icon_zoom.png
     : Fundação Arte Cultura
    Fundação Arte e Cultura
     
    A Fundação Arte e Cultura lança, no mês de Setembro, na Capital, o projecto “Ser Palanca”, uma iniciativa nacional de valorização da cultura e do ambiente, que terá como ponto alto a exposição a céu aberto de estátuas da Palanca Negra, realizada em parceria com artistas nacionais e internacionais.
    O evento está  aberto oficialmente desde 16 de Outubro no Parque da Independência, com acesso livre a qualquer visitante.
    Realizado com a colaboração dos  Ministérios do Meio Ambiente, Cultura e do Governo Provincial de Luanda, o “Ser Palanca” foi criado para sensibilizar a sociedade sobre a importância de integrar ao dia a dia das relações valores humanos como a Paz, Unidade, Tolerância, Biodiversidade e Auto-estima. De cunho educativo, o projecto liga Angola a um contexto global que funde cultura, arte e valorização da biodiversidade.
    O Ser Palanca é executado com a participação de 10 artistas nacionais e internacionais que deixaram sua marca ao expressar valores universais nas estátuas das palancas, permitindo que o legado a arte esteja a serviço da educação, deixando um contributo permanente a ser usufruído por toda a sociedade.
    Além da exposição das estátuas de madeira, o projecto contará com workshops educativos realizados pelos artistas e dirigidos a jovens provenientes de diversas franjas da sociedade durante os meses de Setembro e Outubro. Nestes eventos, os artistas irão apresentar os cinco valores e orientar os jovens para as artes plásticas, ampliando o interesse deles desde bem cedo. A equipa de artistas que integra o “Ser Palanca” é formada por Miguel Gonçalves, Rita GT, Seba Lopdel, Mariza dos Santos, Renato Fialho, Francesca Romanin, Stephanie Gotterson, Carolina Corredor, Yoav Ben Dov e os jovens Miguel Kidi and Horácia Fernando que participaram pela primeira vez de um projecto artístico. Em seu historial, o projecto incluiu a selecção de 10 artistas, angolanos e estrangeiros residentes em Angola, que projectaram individualmente a decoração em um modelo de palanca estilizado de autoria do Israelita Yoav Ben Dov que utilizou materiais encontrados em Angola: madeira, terra vermelha e resina natural. Mais tarde, foram construídos 10 protótipos, com 50 cm de altura, onde os artistas poderiam exercitar a criatividade que seria, mais tarde transferida às respectivas estátuas em tamanho real de 2.38m.
    Sobre A Palanca Negra Gigante
    A Palanca Negra Gigante é uma espécie em extinção que vive apenas em Angola. Ela é considerada como sendo um dos mais belos tipos de antílope. Já foi declarado como ameaçadas de extinção no início do século 20, mas há menos de 100 animais até hoje, principalmente graças às áreas de preservação naturais localizados em Malange em Kangandala Park.
     
     
    Saiba mais sobre a fundação aqui : 
     
    Morada: Rua D. Antónia Saldanha, 34-35, Ingombotas – Luanda, Angola
    Tel: 929351971 – e-mail: fundacao@ofek.co.ao