PM Benjamin Netanyahu sobre o acordo em Genebra

PM se posiciona com relação a decisão de Genebra

  •   Benjamin Netanyahu chama à atenção para os riscos que o acordo implica
  •    
    ​...
  •  
     
    Primeiro-ministro Netanyahu faz as seguintes observações:
     
    "O que foi alcançado ontem à noite em Genebra não é um acordo histórico; é um erro histórico. Hoje o mundo se tornou num lugar muito mais ameaçado porque o regime mais perigoso do mundo tomou um passo significativo no alcance da arma mais perigosa do mundo.
     
    Pela primeira vez, as principais potências mundiais concordaram com o  enriquecimento de urânio no Irão, ignorando as decisões do Conselho de segurança das Nações Unidas por  eles mesmos estabelecidas.
     
     Sanções que foram necessários muitos anos para serem aplicadas contêm maior probablidade para uma solução pacífica. Desistiu – se destas sanções em troca de concessões para cosméticos iranianos que podem ser cancelados em apenas algumas semanas.
     
     Este acordo, e o seu significado, colocam em perigo muitos países, incluindo, obviamente, Israel.
     
    Israel não se vincula ao presente acordo. O regime iraniano está comprometido com a destruição de Israel, e Israel tem o direito e a obrigação de defender-se, por si só, contra qualquer ameaça.
     
    Como primeiro-ministro de Israel, eu gostaria de deixar bem claro: Israel não permitirá que Irão desenvolva uma capacidade militar nuclear. "
     
     
    Fotografado por : Reuters